Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Parabéns, médicos!


Hoje dia do médico e diante do caos em que se encontram os hospitais no Brasil, me sinto bafejada pela sorte, tendo em minha família e muito próximas de mim, duas médicas, minhas irmãs mais novas.
Com especialidades diferentes, como diferentes personalidades que são, cada uma cumpre o seu papel com esmero e seriedade, dando a toda a família a segurança tão necessária, nesse momento em que carecemos de ter perto de nós pessoas que nos esclareçam dos males comuns a todos, sem estardalhaços.
Nesse caminho de experiências com a própria família, ambas demonstraram excelente qualidade técnica e sobretudo o equilíbrio para nos deixar tranquilos no infortúnio.
Lembro das duas, na época da formação, onde dentro de casa, vivíamos esbarrando em ossos e crânios de gesso e, se acordávamos durante a noite, sempre víamos em cima da mesa, um grande volume aberto naquelas fotos horrendas, nos mostrando como somos por dentro. Acho que veio daí minha ojeriza por jalecos brancos. Fazendo parte de uma família não abastada, sabemos de todas as dificuldades de ambas para seguir seu caminho.
Hoje, parabenizo as duas, com meu carinho e meu reconhecimento e, sobretudo com o meu orgulho pelo que são.
(Adir Vieira - outubro de 2009)
Fonte da imagem: mundodastribos.com

Um comentário:

  1. Obrigada pelo texto e pelo seu carinho, mas você bem sabe que eu sempre fui uma médica bem fora do padrão, o que penso que me ajudou bastante a seguir com essa profissão até hoje. Afinal sou avessa ao uso de remédios sem dar importância a outras medidas. Logo, seu medo de jaleco não tem nada a ver comigo, nem com a Leila. Beijo.

    ResponderExcluir