Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Sobre as idéias

Coloque nas suas idéias futuras, metade de suas lembranças do passado. se possível, as melhores e serás, sem dúvida, um vencedor.
Jorge Queiroz da Silva

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Sobre o diálogo

Num diálogo, para que seja muito bem entendido, nunca se descuide: converse também com os olhos, pois êles não traem.
(Jorge Queiroz da Silva)



quinta-feira, 3 de maio de 2012

Estive esse final de semana na casa do meu enteado mais velho. Já era uma visita programada há muitos meses e eu sentia muito medo de lá voltar, sem a companhia do meu amor. Sabia, de antemão, que as lembranças, também  de lá, me deixariam amargurada. Tanto é que vinha relutando em aceitar o convite. Pensava que muitas coisas haviam mudado e agora, eu não teria razões para estar tão presente na vida deles.
Mas a vida surpreende e revivi a alegria de estar entre pessoas queridas que prezam minha companhia.
A academia Runner criou um outdoor que perguntava o seguinte: "Neste verão, você quer ser sereia ou baleia?";
Uma mulher enviou a sua resposta, distribuindo o seguinte e-mail por aí:
“ Ontem, vi um outdoor da Runner, com a foto de uma moça escultural de biquíni e a frase: “Neste verão, qual você quer ser?”
Sereia ou Baleia?
Respondo:
... Baleias estão sempre cercadas de amigos.
Baleias têm vida sexual ativa, engravidam e têm filhotinhos fofos. Baleias amamentam.
Baleias nadam por aí, cortando os mares e conhecendo lugares legais como as banquisas de gelo da Antártida e os recifes de coral da Polinésia.
Baleias têm amigos golfinhos. Baleias comem camarão à beça.
Baleias esguicham água e brincam muito.
Baleias cantam muito bem e têm até CDs gravados. Baleias são enormes e quase não têm predadores naturais.
Baleias são bem resolvidas, lindas e amadas.
Sereias não existem. Se existissem viveriam em crise existencial: “Sou um peixe ou um ser humano?”
Sereias não têm filhos, pois matam os homens que se encantam com sua beleza. São lindas, porém tristes e sempre solitárias...
Runner, querida, prefiro ser baleia!