Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Saudade (Pablo Neruda)


Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já…
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida…
Saudade é sentir que existe o que não existe mais…
Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam…
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.
Fonte da imagem:tatyaneamor.blogspot.com

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Sê Alguém, faze o mesmo



Quando estavas a ponto de desequilibrar-te, alguém, um amigo devotado, ofertou-te os elementos para a harmonia.
Quando te encontravas em plena rampa da loucura, alguém, um familiar gentil, constituiu-te apoio e segurança para a recuperação.  
Quando sofrias a incompreensão de muitos, alguém, um estranho bondoso, fez-se-te instrumento de confiança, oferecendo-te fraternidade.  
Quando, desanimado, padecias a injunção constritora do autocídio, alguém, um desconhecido afável, acenou-te oportunidade nova.  
Quando tudo parecia conspirar contra os teus planos de progresso, alguém, um colega fiel, por quem tinhas apreço, tornou-se o fator da tua ascensão.  
Quando a enfermidade te deperecia as forças e a solidão assenhoreava-se dos teus dias, alguém, um silencioso amor, surgiu e restabeleceu as tuas energias repletando de sol a tua noite íntima e de companhia a tua vida.



Há sempre alguém lidando, esperando, cooperando em favor de todos nós. Desconhecido ou amigo, afeto ou familiar, transeunte ou companheiro, esse alguém é o símile do Samaritano bondoso se nobre, a que se refere a parábola evangélica. Diligente, atento e amigo, ele chega e age, oferecendo recursos e doando-se com inusitada dedicação, a fim de reerguer o abatido e socorrer o tombado na via evolutiva. Todas as criaturas já o defrontaram e dele receberam ajuda. Ele chega, ampara, ama e vai-se adiante. Não reclama, não faz um rol dos próprios atos bons. Segue-lhe o exemplo.

* * *

Não digas que da vida recebeste somente o fruto amargo da desilusão ou encontraste apenas a ajuda negativa do desespero. Não relaciones os males, os acidentes defrontados. É certo que há almas em desequilíbrio, produzindo desaires. São a minoria ágil, movimentada. Não tomes os maus exemplos para teus exemplos. Nem te fixes neles.

* * *

Indagado pelo farisaísmo doentio, que tentava surpreendê-Lo em equívoco, Jesus respondeu com ternura e energia ao astucioso inquiridor que fingia desconhecer quem era o seu próximo: - Sê como aquele que usou de misericórdia para com o infeliz. "Vai, tu, e faze o mesmo." Faze, também tu, o mesmo, sendo o alguém para quem esteja em rude prova na rota por onde segues.

Fonte:Livro: Oferenda
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco 
Fonte da imagem: chamadomissionario.blogspot.com

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Que jamais...

Que jamais, em qualquer tempo, teu coração abrace o ódio.

Que a maturidade jamais asfixie a sua criança interior.

Que teu sorriso seja sempre verdadeiro.

Que as pedras em teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida.

Que a música seja tua companheira nos teus momentos mais íntimos.

Que teus momentos de amor contenham, em cada beijo, a magia de tua alma eterna.

Que teus olhos sejam dois sóis mirando a luz da vida em cada amanhecer.

Que cada dia seja um novo recomeço, onde tua alma possa dançar com a luz.

Que em cada passo teu, em cada coração, surjam luminosas marcas digitais.

Que em cada amigo, teu coração faça festa e celebre o encanto da amizade profunda que liga almas coincidentes.

Que uma suave brisa te acompanhe, na terra ou no espaço, e por donde queira que a força invisivel do amor conduza tua existência.

Que em teus momentos de solidão e cansaço, esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa.

Que teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que percebas a ternura invisivel tocando o centro de teu ser eterno.

Que teu coração sinta a PRESENÇA secreta do inexplicável !

Que teus pensamentos, teus amores, teu viver, e tua passagem pela vida sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome.

Aquele amor que não se explica, só se sente. Que esse amor seja teu rumo secreto, viajando eternamente no centro do teu ser.

Que esse amor transforme teus dramas em luz, tua tristeza em celebração, e teus passos cansados, em alegres passos de dança renovadora.

Que jamais, em tempo algum, te esqueças da PRESENÇA que está em ti e em todos os seres.

Que teu viver seja pleno de PAZ e LUZ.

Autor desconhecido.
 
Fonte da imagem:blogdootimismo.blogspot.com

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Salve 27 de setembro!

Desde há muito tempo, sou uma fiel seguidora dos Santos Cosme e Damião. Já lá se vão mais de trinta anos que eu, religiosamente, distribuo doces em homenagem aos dois e às crianças que foram. Se algum motivo me impede de fazê-lo no dia vinte e sete, o faço no dia doze de outubro, das crianças.
Desde pequena curto aquela correria nas casas vizinhas, visto que na minha época de criança, na rua em que eu morava, as casas predominavam. Ouço ainda aquele seu ruido gostoso, fazendo fila, a mando das senhoras que faziam a distribuição, que, mesmo praticando um ato que envolvia os santos, se negavam terminantemente a ceder um saquinho que fosse a alguém , mesmo faminto, que não fosse criança. Até os adolescentes que traziam pelas mãos irmãos menores, ficavam fora desse favorecimento.
Lembro que na esquina da rua ficava o único prédio do quarteirão. Lá morava uma senhora de uns setenta anos, já viúva e sem filhos que distribuia semanas antes da data, na porta do prédio, cartões para a coleta dos sacos no dia vinte e sete. Esse era o mais precioso para nós. O saco era bem grande, pois abrigava, unicamente, um pão doce de uns vinte centímetros de comprimento, recheado de goiabada e coberto de glacê. Lembro que deixávamos para trás, qualquer outro recebimento, mas aquele nunca. Sonhávamos já de véspera com aquele presente, pois a cada ano se apresentava de forma diferente.
Lembro também de um dos meus irmãos saindo e voltando várias vezes para casa com os braços cheios de saquinhos coloridos com a imagem dos santos. Lembro também que ao pedido dos irmãos menores de ganharem apenas uma cocada que fosse, mandava que aguardassem até a noite para a distribuição. Aquele monte de sacos era guardado fora do alcance de nós todos até depois do jantar que, de banho tomado, sentávamos em volta dele que, pacientemente, separava diante dos nossos olhos atentos, os doces embrulhados, as balas, etc... acondicionando-os em potes com tampa, classificados devidamente.
Depois de fazer um balanço da sua coleta, aí sim , permitia que fizéssemos a festa, sob a permissão de minha mãe sobre o que cada um poderia comer. Essa regra que ele nos impunha, hoje nos traz lembranças adoráveis quando, como agora, aqui, da minha janela, observo as crianças correndo em busca dos doces.
(Adir Machado Vieira Queiroz da Silva - 30/09/2009)
Fonte da imagem: coisitasdacris.blogspot.com

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A alma do mundo

Quando você conseguir superar graves problemas de relacionamentos, não se detenha na lembrança dos momentos difíceis, mas na alegria de haver atravessado mais essa prova em sua vida.

Quando sair de um longo tratamento de saúde, não pense no sofrimento que foi necessário enfrentar,
mas na benção de Deus que permitiu a cura.

Leve na sua memória, para o resto da vida, as coisas boas que surgiram nas dificuldades.
Elas serão uma prova de sua capacidade, e lhe darão confiança diante de qualquer obstáculo.

Uns queriam um emprego melhor; outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta; outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena; outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos; outros, ter pais.
Uns queriam ter olhos claros; outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita; outros, falar.
Uns queriam silêncio; outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo;outros, ter pés.
Uns queriam um carro; outros, andar.
Uns queriam o supérfluo; outros, apenas o necessário.

Há dois tipos de sabedoria: a inferior e a superior.

A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.

Tenha a sabedoria superior. Seja um eterno aprendiz na escola da vida.

A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior alivia, a inferior culpa; a superior perdoa, a inferior condena. Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar!

(Chico Xavier)

Fonte da imagem:digiforum.com.br

sábado, 24 de setembro de 2011

A menina e a montanha

Um certo Senhor, acompanhado por sua filhinha, ia subir uma montanha muito alta. Sugeriu que a menina fosse na frente e ele atrás.Ela começou a subida com muito entusiasmo, pois queria mostrar ao pai como era forte e capaz.
O caminho, porém, tornava-se cada vez mais íngreme e difícil e a menina por isso, caía de vez em quando, mas porque era corajosa, levantava-se e punha-se novamente a subir.
Os espinhos lhe rasgavam as roupas, mas mesmo assim, continuava a subir.
Finalmente não pôde subir mais e levou um tombo cruel. Então chorando se virou para o pai .
Ele a tomou nos braços e a levou assim até o cume. Nunca ele esperava que ela subisse sozinha.
Ele a tomou nos braços e a levou assim até o cume. Nunca ele esperava que ela subisse sozinha.
Deus não quer que subamos a montanha da vida a sós. Toda a nossa experiência nos ensina que temos um grande amigo invisível, mas muito real, que espera o momento em que nós cônscios da nossa fraqueza, nos voltemos para Ele, em busca da proteção e auxílio que Ele nos quer dar.
Autor desconhecido.

Fonte da imagem:radiorainhadapaz.com.br

terça-feira, 20 de setembro de 2011

O tempo (Mário Quintana)

“A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê
perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dada outra oportunidade,
Eu nem olharia o relógio...
...Seguiria sempre em frente
e iria jogando pelo caminho
a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente
e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer
algo de que gosta
devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado
por puro medo de ser feliz:
A única falta que sentirás
será a desse tempo, que infelizmente, jamais voltará!”

Fonte da imagem:omeupaisazul.blogspot.com

sábado, 17 de setembro de 2011

O RELÓGIO DO CORAÇÃO

Há tempos em nossa vida que contam de forma diferente.
Há semanas que duraram anos,
como há anos que não contaram um dia.
Há paixões que foram eternas, como há amigos que passaram céleres, apesar de o calendário mostrar que ficaram por anos em nossas agendas.
Há amores não realizados que deixaram olhares de meses, e beijos e abraços não dados
que até hoje esperam o desfecho.
Há trabalhos
que tomaram décadas de nosso tempo na Terra, mas que nossa memória insiste em contá-los como semanas.
E há casamentos que,
ao olharmos para trás, mal preenchem os feriados da folhinha.
Há tristezas
que nos paralisaram por meses, mas que hoje, passados os dias difíceis, mal guardamos a lembrança de horas.
Há eventos que marcaram,
e que duram para sempre: o nascimento do filho, a morte da avó, a viagem inesquecível, o êxtase do sonho realizado.
Estes têm a duração
que nos ensina o significado da palavra “eternidade”.
Já viajei para a mesma cidade
uma centena de vezes, e na maioria das viagens o tempo do percurso foi (quase) o mesmo.
Mas conforme meu espírito, houve viagem
que não teve fim até hoje, como há também o percurso
que nem me lembro de ter feito, tão feliz estava eu na ocasião.
O relógio do coração,
hoje descubro, bate em freqüência diversa daquele que carrego no pulso.
Marca um tempo diferente,
o das emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da existência da gente.
Por este relógio,
velhice é coisa de quem não conseguiu esticar o tempo que temos no mundo.
É olhar as rugas...
e não perceber a maturidade e a experiência adquiridas.
É pensar antes
naquilo que não foi feito, ao invés de se alegrar e sorrir com as lembranças do que viveu.
Pense nisso.

Consulte sempre
o relógio do coração!
É ele que lhe mostrará
o verdadeiro tempo da vida... 

Fonte da imagem:porco-napoleao.blogspot.com

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

MOTORISTA BARBEIRO

Nossa, que cara mais barbeiro!
No século XIX, os barbeiros faziam não somente os serviços de corte de cabelo e barba, mas também, tiravam dentes, cortavam calos, etc., e por não serem profissionais, seus serviços mal feitos geravam marcas.
A partir daí, desde o século XV, todo serviço mal feito era atribuído ao barbeiro, pela expressão "coisa de barbeiro".
Esse termo veio de Portugal, contudo a associação de "motorista barbeiro", ou seja, um mau motorista, é tipicamente brasileira..

Fonte da imagem:opiniaododavid.wordpress.com

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A Fábula do Porco-espinho


Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio.
Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.
Por isso decidiram se afastar uns dos outros e começaram de novo a morrer congelados.
Então precisaram fazer uma escolha: ou desapareciam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.
Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos.
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro.
E assim sobreviveram.

Moral da História

O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, e admirar suas qualidades.




terça-feira, 13 de setembro de 2011

O PONTO NEGRO

Um professor entrou na sala de aula e disse aos alunos para se prepararem para uma prova-relâmpago.


Todos acertaram as suas filas, aguardando assustados o teste que viria.


O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era seu costume.


Depois que todos receberam, pediu que virassem a folha.


Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha.


O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte:


- Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo.


Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa. Terminado o tempo, o mestre recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta.


Todas, sem excepção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha.


Terminada a leitura, a sala em silêncio, o professor então começou a explicar:


- Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós.


Ninguém na sala falou sobre a folha em branco.


Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. Assim acontece em nossas vida. Temos uma folha em branco inteira para observar e  aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros. A vida é um presente da natureza dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado.


Temos motivos para comemorar sempre. A natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos. No entanto, insistimos e olhar apenas para o ponto negro!


O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacioname nto difícil com um familiar, a decepção com um amigo.


Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos diariamente, mas são eles que povoam nossa mente.


Pense nisso!

Tire os olhos dos pontos negros da sua vida.


Aproveite cada oportunidade, cada momento que a natureza lhe dá.


Creia que o choro pode durar até ao anoitecer, mas a alegria logo vem ao amanhecer.


... e seja .... FELIZ

(Autor desconhecido)

Fonte da imagem:psp-news.org

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Tofu- espanta o desânimo

O queijo de soja tem o dobro de proteínas do feijão e uma boa dose de cálcio. Também é rico em magnésio (evita o enfraquecimento das enzimas que participam de produção de energia) e ferro (combate a anemia). Quando estes minerais estão em baixa no organismo, você se sente fraca e sem ânimo. Mas é a colina, substância que protege a membrana das células cerebrais, que dá ao tofu o poder de acabar com o cansaço mental.

Quanto consumir: 1 fatia média / dia.

Fonte da imagem:cantinhodaterceiraidade.blogspot.com

domingo, 11 de setembro de 2011

Gérmen de trigo- acaba com a irritação

Assim como as nozes, o gérmen de trigo tem vitamina B1 e inositol, que reforçam a concentração. Mas por ter uma boa dose de vitamina B5, o gérmen é especialmente indicado como calmante, já que melhora a qualidade de impulsos nervosos, evitando nervosismo e irritabilidade.

Quanto consumir: 2 colheres (chá) / dia.

Fonte da imagem:desenrolandoocotidiano.blogspot.com

sábado, 10 de setembro de 2011

Óleo de linhaça - dribla o apetite voraz

O óleo extraído da semente de linhaça e prensado a frio é uma fonte vegetal riquíssima em gordura ômega 3, 6 e 9. Melhor: é um dos poucos alimentos com ômega numa proporção próxima do ideal, o que é imprescindível para que exerça suas funções benéficas. Uma delas é regular os hormônios que ajudam a manter o sistema nervoso saudável. Com isso, a ansiedade perde espaço e a cumpulsão à comida fica bem menor.

consumir: 1colher (sobremesa) / dia, antes das refeições principais.

Fonte da imagem:cabelosfortes.blogspot.com

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Brócolis- deixa a mente esperta

É comum você demorar alguns segundos para lembrar o número do seu telefone? Este alimento é rico em ácido fólico, acelera o processamento de informação nas células do cérebro, conseqüentemente, melhorando a memória. Porções extras desta verdura vão fazer você lembrar de tudo rapidinho.

Quanto consumir: 1 pires / dia.

Fonte da imagem:olharbeheca.blogspot.com

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Chá verde- espanta o estresse

Essa erva, a Camellia sinensis, tem fitoquímicos (polifenóis e catequinas) capazes de neutralizar as substâncias oxidantes presentes no organismo que, em excesso, deixam você cansada e estressada e acabam desorganizando o funcionamento do organismo. O estresse é capaz de desencadear a síndrome metabólica, culpada por doenças como a obesidade e a depressão. Beber chá verde, conforme alguns estudos, melhora a digestão e deixa a mente lenta.

Quanto consumir: 4 a 6 xícaras (chá) / dia.

Fonte da imagem:murall.com.br

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Nozes- mantém você concentrada

São muitos os nutrientes das nozes. Mas é a vitamina B1 a responsável por essa fruta oleaginosa melhorar a concentração, pois a B1 imita a acetilcolina, neurotransmissor envolvido em funções cerebrais relacionadas à memória.

Quanto consumir: 2 nozes, 4x / semana.

Fonte da imagem: dicasdenutricao.com

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Lentilha- afasta o medo


Angústia e medo podem estar relacionados ao desequilíbrio de cálcio e magnésio. Essa dupla atua no balanceamento das sensações. Além de incluir alimentos com cálcio (queijo e iogurte) e magnésio (acelga) na dieta, consuma mais lentilha. Ela tem efeito ansiolítico, ou seja, tranqüiliza e conforta. Isso porque é precursora da gaba, neurotransmissor que também interfere nos sentimentos.
Quanto consumir: 3 conchas pequenas / semana.

Fonte da imagem:rainhasdolar.com

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Salmão- levanta o astral


Mau humor constante pode ser sinal de falta de ômega 3 no prato. O representante oficial dessa gordura amiga é o salmão. Mas existem outros peixes (atum, arenque e sardinha) que jogam seu astral lá para cima. O ômega 3 melhora o ânimo porque aumenta os níveis de serotonina, dopamina e noradrenalina - substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar. Estudos também comprovam que este ácido graxo tira os radicais livres de cena e assim protege o sistema nervoso central.
Quanto consumir: 1 porção, 3x / semana.

Fonte da imagem:tofustudio.com.br

domingo, 4 de setembro de 2011

Abacate- amigo do sono

Dormir é tão importante para viver bem quanto comer direito e fazer exercícios. Tem noite que o sono não vem? Põe fé no abacate. Tudo bem, ele tem gordura, mas é boa. E oferece vitaminas que ajudam você a se entender melhor com o travesseiro. A vitamina B3 equilibra os hormônios que regulam as substâncias químicas cerebrais responsáveis pelo sono. Já o ácido fólico funciona como se fosse uma enzima, alimentando os neurotransmissores que fazem você dormir bem.
Quanto consumir: ½ abacate pequeno, 3x / semana.

Fonte da imagem:accuchekdelivery.com.br

sábado, 3 de setembro de 2011

Mel - pura alegria...

Triste sem motivo? De novo a causa pode ser a serotonina de menos. Nesse caso, o mel funciona como um calmante natural, pois aumenta a eficiência da serotonina no cérebro. Mas não é só aí que ele atua. Quando alcança o intestino, ajuda a regenerar a microflora intestinal. Resultado: o ambiente se torna mais propício para a produção de serotonina. Surpresa? Pois é, cerca de 90% do neurotransmissor do bom humor é produzido no intestino.

Quanto consumir: 1colher (sopa) / dia.

Fonte da imagem:todaperfeita.com.br

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Hoje, faço minhas as palavras de ARNALDO ANTUNES:

"Eu gosto tanto da luz do Sol, mas hoje chove tanto, sem você..."

Prece para mim

Oh, Deus!

Senhor Meu Pai de misericórdia e amor, ouvi-me!

Bem sei que esta vida é passageira e que aqui estamos para evoluir e alcançar bençãos no aprendizado espiritual.

Mas Pai, quando me lembro da minha filha amada que se foi, meus olhos se enchem de lágrimas, meu peito se enche de dor e saudade!

A cada momento, recordo-me desta minha companheira de jornada que muito significou para mim nesta vida.

Perdoai-me Pai, minha fraqueza.

Ainda muito me falta para vencer o vazio que sinto na alma com esta separação.

Tento, Senhor, lembrar-me de Tua Santíssima Mãe aos pés da cruz banhada em lágrimas e tristeza, vendo Seu Amado Filho partir, deixando a encarnação!

Lembro-me Senhor de Ti, que nos ensinou com Teu sacrifício na cruz, quão passageiras são as desventuras e dores humanas diante da vida eterna que Deus Pai nos oferece!

Senhor, fortalece em mim a vontade de vencer, enche-me de Tua esperança, ensina-me a ter resignação e desprendimento necessário para minha elevação espiritual.

Faz-me Senhor, compreender que o encontro final na nossa morada espiritual é a verdadeira vida!

Creio Senhor, que ouves minha prece!

Perdoa minha revolta, sei que compreendes.

Espero em Ti encontrar o exemplo para vencer esta fase.

Que Tua benção e Tua luz encham minha alma neste momento.

Assim seja!

Fonte da imagem:adventistasdelmiro.blogspot.com

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Banana contrra a ansiedade

Se você anda mais ansiosa que o normal, aposte na banana para elevar os níveis de serotonina. Quando os níveis desse neurotransmissor estão baixos, falha a comunicação entre as células cerebrais. Aí você fica irritada e especialmente ansiosa. A fruta combina doses importantes de triptofano e vitamina B6. Juntas, as duas substâncias se tornam poderosíssimas na produção da serotonina.
Quanto consumir: 2 unidades por dia

(Fonte da imagem: dementia.pt)