Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

domingo, 31 de julho de 2011

Reproduzindo um poema

Li, hoje no blog de minha amiga Gena, esse poema, de sua autoria, que no momento em que vivo, me diz muito e me fez chorar de emoção. Não poderia deixar de reproduzí-lo aqui.
 
 
OUTRAS VIDAS
®Gena Maria

Hipnotizada me vi em outras vidas

Em todas elas, estavas ao meu lado...
Como filho, irmão, pai ou amigo
Mas, a mais importante delas...
A que fostes meu marido!
Éramos muito felizes e realizados
Em todos os sentidos, nos completávamos
Que lindo amor era o nosso, perfeito...
E como nada é perfeito na vida, te perdi
De uma maneira trágica, triste, pois
Fiquei viva para sofrer esta perda
Sem forças para continuar, também parti...
Por ironia, ou, sei lá o quê, não te encontrei
E procurei por ti em todo o paraíso...
Com imensa tristeza descobri que já havia
Partido para viver mais uma vida aqui...
Voltei depois de muito esperar...
Para reencontrar-te novamente e, em vão!
Depois de muito procurar, te vi...
Num belo dia, por acaso...
Foi mágico este encontro...
Olhamos-nos e sentimos que os tempos
Não mudaram nada entre nós...
Amei-te novamente, em cada olhar,
Em cada palavra, em cada beijo e abraço...
O nosso eterno amor voltou a nos unir
Para nunca mais nos separar!
Hoje estamos juntos, como dois namorados...
Buscamos-nos em todas as vidas que vivemos...
E sei que continuaremos sempre apaixonados
Um grande amor não se perde...
Sempre haverá um novo recomeço!


Fonte:http://genapoeta.blogspot.com

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Sobre o Amor

Havia uma vez uma ilha, onde viviam todos os sentimentos e valores do homem:o Bom Humor, a Tristeza, a Sabedoría...como também todos os demais, inclusive oAmor.Um dia anunciou-se aos sentimentos que a ilha iria submergir.Então todos prepararam seus barcos e partiram. Somente o Amor ficou esperando, até o último momento.
Quando a ilha estava a ponto de afundar, o Amor decidiu pedir ajuda.A Riqueza passou perto do Amor em um barco luxuosíssimo e o Amor lhe disse:“ Riqueza, podes levar-me contigo?"Não posso porque tenho muito ouro e prata dentro da barca e não há lugar para ti."Então o Amor decidiu pedir ao Orgulho que estava passando em uma magnífica barca,“ Orgulho te imploro, podes levar-me contigo? ”"Não posso levar-te, Amor" respondeu o Orgulho: “ aqui tudo é perfeito e poderías arruinar minha barca”.Então o Amor disse à Tristeza que estava se aproximando:"Tristeza te peço, deixe-me ir contigo.""Oh Amor" respondeu a Tristeza,“ estou tão triste que necessito estar sozinha ” .Em seguida o Bom Humor passou em frente ao Amor; mas estava tão contente que não sentiu que o estavam chamando.De repente uma voz disse:"Vem Amor, que te levo comigo“Era um velho quem o havia chamado.O Amor se sentiu tão contente e cheio de alegria que se esqueceu de perguntar o nome do velho.Quando chegou à terra firme, o velho se foi. O Amor se deu conta do quanto lhe devia e perguntou ao Saber:“ Saber, podes dizer-me quem me ajudou? ”“ Foi o Tempo ” respondeu o Saber.“ O Tempo?" perguntou o Amor a si mesmo,“ Por que será que o Tempo me ajudou?O Saber cheio de sabedoría respondeu:“ Porque só o Tempo é capaz de compreender o quanto o Amor é importante na vida ”
Fonte da imagem:saudepelagua.blogspot.com
Fonte: Internet

domingo, 24 de julho de 2011

Mensagem que fala muito do meu momento...


Fico preocupado toda vez que vejo uma pessoa ansiosa, visivelmente angustiada, falando que vai viajar em busca de um novo sentido para sua vida... 
Estar consigo se tornou tão insuportável, que ela passa a transferir para os aeroportos e rodoviárias todas as suas esperanças de paz e felicidade. Isso é o pior que pode acontecer a um ser humano...
Significa que ela está perdendo a confiança em si mesma, está transferindo para terceiros a responsabilidade sobre seu próprio bem-estar. Isso é a morte em dose homeopática...  
O problema que está dentro não pode ser resolvido fora. Tudo que se buscar no mundo exterior, será um exercício inútil de fugir de si mesmo... Para uma pessoa angustiada, Paris ou Viena podem se transformar num inferno cheio de luzes. Um coração triste não enxerga a beleza...
Na Índia, conta-se a seguinte história: Uma mulher foi surpreendida numa praça procurando algo. Curiosa, a vizinhança logo quis saber o que ela havia perdido: Uma agulha, respondeu! Todos se prontificaram a ajudá-la a achar a tal agulha. No final da tarde, já cansados da procura inútil,
os vizinhos perguntaram: onde exatamente você perdeu a agulha? Só faltaram bater na mulher: como você nos faz perder tanto tempo procurando aqui fora algo que foi perdido lá dentro?
A mulher, que era na verdade uma monja, deu uma enorme gargalhada e disse: engraçado, vocês perdem a felicidade em seus corações e partem para buscá-la no mundo exterior... Fazem a mesma loucura que agora estranham em mim. Esta tem sido a vida de vocês, que buscam fora o que perderam dentro. Pois saibam que somente no silêncio de seus corações poderão encontrar a felicidade perdida...

Osho, o líder espiritual indiano, dizia: Esta é a situação do ser humano. Você é capaz de olhar para todos os lugares à sua volta, mas é incapaz de ver onde está e o que veio fazer neste planeta. É incapaz de fazer a pergunta fundamental:
QUEM SOU EU?
Enquanto não tiver resposta para esta pergunta, cancele todas as passagens que reservou. Não há lugar para onde ir; estar aqui é tão glorioso e gratificante, que não há melhor local no mundo onde você possa se reencontrar... Feche os olhos para poder ver a realidade do aqui. Lá é apenas uma ficção. AQUI E AGORA são as nossas únicas realidades...
Mergulhe para dentro de si. Tenha coragem de permanecer só e em silêncio.
A mente quer levar-lhe para fora porque teme perder o controle da situação...
Seja mais forte, resista a todas as tentativas de buscar fora a felicidade que só pode ser encontrada dentro de você... A mente significa tatear no escuro. A meditação significa entrar na infinita beleza do seu próprio ser... No começo o silêncio parece tristeza, porque você sempre foi uma pessoa ativa, ocupada, envolvida – e de repente se foram todas as suas atividades, seus negócios produtivos, seus afazeres...Dá a impressão que você perdeu tudo, toda a sua vida. Até os projetos profissionais parecem perder o sentido. É uma sensação de tristeza profunda... 
Mas seja um pouco paciente, deixe essa tristeza se assentar. Esse é o começo do silêncio, o começo da paz...
Se você não levar a felicidade na sua bagagem, não vai encontrá-la em nenhuma parte do mundo. Lembre-se: O que você está procurando é você mesmo...
Fonte: Edison Piazza
Piracicaba - Brasil

sábado, 23 de julho de 2011

Esperança e amor

Sem quaisquer recursos especiais, você dispõe do poder de renovar e reerguer a própria vida.

Você pode ainda e sempre: avivar o clarão da alegria onde a provação esteja furtando a tranqüilidade;
atear o calor do bom-ânimo onde a coragem desfaleça;
entretecer o ambiente preciso à resignação onde o sofrimento domina;
elevar a vibração do trabalho onde o desânimo apareça;
extrair o ouro da bênção, entre pedras de condenação e censura;
colocar a flor da paciência no espinheiro da irritação;
acender a luz do entendimento e da concórdia, onde surja a treva da ignorância;
descobrir fontes de generosidade sob as rochas da sovinice;
preparar o caminho para Jesus nos corações distantes da verdade.

Tudo isso você pode fazer, simplesmente pronunciando as boas palavras da esperança e do amor.

FONTE: Livro Sinal Verde (André Luiz)
Fonte da imagem:adorartei.blogspot.com

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Curioso!



Significados da palavra NOITE ( achei esse texto pequeno e muito interessante)
Em muitos idiomas europeus, a palavra NOITE é formada pela letra N + o número 8 na respectiva língua.
A letra N é o símbolo matemático de infinito e o 8 deitado também simboliza infinito, ou seja, noite significa, em todas as línguas, a união do infinito!!!

Português:     noite = n + oito
Inglês:           night = n + eight
Alemão:        nacht = n + acht
Espanhol:      noche = n + ocho
Francês:        nuit = n + huit
Italiano:        notte = n + otto
Interessante, não?

Fonte da imagem: ultradownloads.uol.com.br

quinta-feira, 14 de julho de 2011

MEU JURAMENTO PARA VOCÊ.



Quando você estiver triste... Vou secar suas lágrimas.

Quando você estiver com medo... Eu lhe darei conforto.

Quando você estiver preocupado... Vou dar-lhe esperança.

Quando você estiver confuso... Vou ajudá-lo a enxergar.

E quando você está perdido... E não pode ver a luz,
Vou ser o seu farol... Brilhando cada vez mais.

Este é o Meu juramento... Prometo até o fim...

Por que? Você pode perguntar... Porque você é Meu amigo.
Assinado: DEUS
Fonte da imagem: marcosfmatos.blog.uol.com.br

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Quem é o seu amante?

Psicodramatista, escritor argentino e Gestalt-terapeuta nascido em Buenos Aires em 1949 em uma família modesta no bairro da Floresta, ele se formou como médico em 1973 na Universidade de Buenos Aires, especializado em doenças mentais no serviço de ligação do hospital Pirovano, de Buenos Aires e da clínica Santa Mônica. É psicoterapeuta de casais e adultos e atualmente, seu trabalho como ajuda profissional, como ele define, é dividido entre as suas conferências de ensino terapêutico, que emite vários anos viajando pelo mundo, e da divulgação de seus livros em ferramentas terapêuticas do autor.


Amante é "alguém!" ou "algo" que nos faz "namorar a vida" e nos afasta do triste destino de "ir levando"!..

Quem é o seu amante?

(Jorge Bucay – Psicólogo)

Muitas pessoas têm um amante e outras gostariam de ter um.

Há também as que não têm, e as que tinham e perderam.

Geralmente, são essas últimas que vêm ao meu consultório, para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro, dores etc.

Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver

e que não sabem como ocupar seu tempo livre.

Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.

Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: “Depressão”, além da inevitável receita do antidepressivo do momento.

Assim, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que não precisam de nenhum antidepressivo; digo-lhes que precisam de um

AMANTE!!!

É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem meu conselho.

Há as que pensam:

“Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas”?!

Há também as que, chocadas e escandalizadas, se despedem e não voltam nunca mais.

Para aquelas, porém, que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico o seguinte:

“AMANTE é aquilo que nos apaixona; é o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono; é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.

O nosso “AMANTE ” é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta.

É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.

Às vezes encontramos o nosso ”AMANTE” em nosso parceiro.

Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto…

Enfim, é “alguém” ou “algo” que nos faz “namorar a vida” e nos afasta do triste destino de ir levando.

E o que é “ir levando”?

Ir levando é ter medo de viver. É o vigiar a forma como os outros vivem, é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva.

Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão de que talvez possamos realizar algo amanhã.

Por favor, não se contente com “ir levando”… Seja também um amante e um protagonista DA SUA VIDA!

Acredite:

O trágico não é morrer; afinal a morte tem boa memória e nunca se esqueceu de ninguém.

O trágico é desistir de viver…

Por isso, e sem mais delongas, procure algo para amar…

A psicologia, após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental:


PARA ESTAR SATISFEITO, ATIVO E SENTIR-SE JOVEM E FELIZ, É PRECISO NAMORAR A VIDA.

Fonte da imagem:batuiranet.com.br

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Minha saudade aumenta a cada dia.

Ontem fez um mês da partida do meu amor.Naquele dia de eterna saudade, onde quis estar com o pensamento exclusivamente nele, senti-me triste e abandonada, ao mesmo tempo em que agradeci a Deus pela graça de tê-lo comigo nesses vinte e dois anos de felicidade.
Dói sua ausência, pela intensidade do seu viver. Dói sua ausência, pela forma como sem eu perceber, ele conduzia a rotina tão nossa. Dói sua ausência, sobretudo pelo vazio que deixou em minha alma.
Mas a realidade, a minha realidade agora, me machuca devagar, me dilacera aos poucos, exatamente pela grandeza de sua presença ao meu lado.
Sei que tenho muito a agradecer. Sei que muito poucas mulheres conheceram o amor inteiro, como eu...
Mas, a cada dia que passa, minha saudade aumenta, parece que minha dor é maior.
(Adir Machado Vieira Queiroz da Silva - 06/07/11)
Fonte da imagem:fotolog.com

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Dia cinzento...

Meu amor,
Hoje o dia está cinzento, como o meu coração sem você.
Usando as tintas da sua alma, lembrando de suas palavras, sempre otimistas, estou tentando colorir os meus dias. Confesso que sem sucesso.
Não por falta de esforço, de tentativas, mas porque sua ausência dói mesmo.
Viver sem você, não é viver. É quase vegetar,  é ouvir o mundo e escutar você.
Parece teimosia, me agarrar ao que minha inteligência se nega a fazer, mas é quase impossível viver diferente.
Quanta falta você me faz, meu amor...
(Adir Machado Vieira Queiroz da Silva - 04/07/11)
Fonte da imagem:porcimadovento.blogspot.com

sexta-feira, 1 de julho de 2011

TOCANDO A VIDA...

Meu amor,
Estou tocando a vida. Embora sinta que nada mais vai me fazer feliz, estou empurrando a vida. Como um bebê aprendendo a engatinhar, estou tendo que aprender a viver sem você ao meu lado, à força.
É tão doído, que às vezes penso que vou sucumbir.
Vagueio pela casa e de repente, todos os meus gostos, ficaram sem sabor.
As pessoas dizem que é natural, que isso se dá porque estou de luto, mas não consigo acreditar.
Não consigo dissociar você de mim. Não consigo caminhar sem você.
De repente, emburreci, fracassei.
Estou tocando a vida.
Rezando para melhorar, rezando para você me amparar, me mostrar a solução que não quero encontrar nesse vazio em que me encontro.
(Adir Machado Vieira Queiroz da Silva - 01/07/11)
Fonte da imagem: comofazeronline.com