Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Um presente divino


Ontem, recebi mais um presente de Natal.
Um verdadeiro mimo.
Uma caixinha de madeira revestida com tinta branca, cuidadosamente aplicada, dando a impressão de que a própria madeira nasceu branca. Um floral de cor preta, em decalque, também parecendo fazer parte da madeira, ornava a tampa. Uma peça delicada e feita por uma verdadeira artista, tornou aquele presente mais especial ainda. Escolhi colocá-lo bem perto dos meus olhos e pensei deixar dentro dele, as imagens dos meus santinhos em papel(tenho todos os santos do dia) e por isso determinei como seu lugar cativo, a mesinha de cabeceira, meu altar particular. Ali, junto a Jesus, a São José, Nossa Senhora de Fátima e o porta-retrato com a foto de minha mãe, ele ficou perfeito e mais cheio de brilho. Existem presentes que nos calam no fundo da alma e aquele parece que dentro contém o pozinho da paz.
Admiro a criatividade. Admiro aqueles que se utilizam das mãos para construir, seja o que for. Admiro o bom-gosto. Geralmente as pessoas que tem esse dom são pessoas de Deus - tão sentimentais e bondosas que, às vezes precisam colocar atitudes duras e fortes, como anteparo para a sua grande docilidade. Às vezes precisam esconder o amor imenso que têm pelas pessoas, para que esse amor incondicional não fuja da sua personalidade e não se torne banal.
Assim é a pessoa que me presenteou. Uma figura tão forte e ao mesmo tempo tão frágil, que a torna mais admirável aos meus olhos.
(Adir Vieira - 27/12/10)
Fonte da imagem: pitelebrotinho.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário