Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

domingo, 26 de dezembro de 2010

Olá, amigos...


Como foi o Natal de vocês?
O meu, sem dúvida, foi muito melhor do que eu esperava.
Tive que alterar os itens da minha ceia de sempre, em virtude da doença do meu marido. Fiz pratos mais leves, mas nunca menos saborosos, porque ele merece.
Experimentei fazer uma farofa de peito de peru light, com passas e azeitonas, que ficou divina e ao invés do tradicional bolo de Natal, ornamentei um bolo especial de laranja, sua preferência. Ao invés das carnes pesadas, um chester com abacaxi e ameixas delicioso.
A salada de frutas, com as frutas da época, ficou linda na compoteira.
Não pudemos brindar com vinho, mas o suco de laranjas caiu muito bem com a ceia.
Só não foi possível modificar as rabanadas, pelo menos esse pedido eu tive que atender. Mesmo com o coração na mão ao servi-las, a vontade e o desejo satisfeito, fez com que tudo corresse bem e que ele pudesse comer mais algumas ontem.
Nunca em tantos anos, acho que por causa da sua convalescença, o dia todo foi um entra e sai de parentes para abraçá-lo e amim e trazer presentes.
De surpresa e ausente há mais de um mês, ele recebeu a visita de um dos filhos e foi emocionante vê-los agarrados num abraço de almas. Fico feliz, extremamente feliz, com sua alegria.
Amigos antigos não pararam de ligar e dessa vez, minhas amizades tiveram que esperar para falar comigo. A casa, embora só com nós dois, estava cheia de vida, cheia de esperança, cheia de alegria. Sua voz, nos videos de poesias ecoava no ambiente iluminado pela pequena árvore de Natal.
À meia-noite e meia, já estávamos deitados, gozando do frio proporcionado pelo ar-condicionado, em contraste com o calor escaldante de fora. Nosso abraço e nossos beijos de Feliz Natal, no olho a olho, foi emocionante como nunca e a certeza do nosso amor fez a noite, uma noite de Deus.
(Adir Vieira - 26/12/10)
Fonte da imagem:icicom.up.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário