Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Plutão (olavo Bilac)


Negro, com os olhos em brasa,
Bom, fiel e brincalhão,
Era a alegria da casa
O corajoso Plutão.
Fortíssimo, ágil no salto,
Era o terror dos caminhos,
E duas vezes mais alto
Do que o seu dono Carlinhos.
Jamais à casa chegara
Nem a sombra de um ladrão;
Pois fazia medo a cara
Do destemido Plutão.
Dormia durante o dia,
Mas, quando a noite chegava,
Junto à porta se estendia,
Montando guarda ficava.
Porém Carlinhos, rolando
Com ele às tontas no chão,
Nunca saía chorando
Mordido pelo Plutão . . .
Plutão velava-lhe o sono,
Seguia-o quando acordado:
O seu pequenino dono
Era todo o seu cuidado.
Um dia caíu doente
Carlinhos . . . Junto ao colchão
Vivia constantemente
Triste e abatido, o Plutão.
Vieram muitos doutores,
Em vão. Toda a casa aflita,
Era uma casa de dores,
Era uma casa maldita.
Morreu Carlinhos . . . A um canto,
Gania e ladrava o cão;
E tinha os olhos em pranto,
Como um homem, o Plutão.
Depois, seguiu o menino,
Seguiu-o calado e sério;
Quis ter o mesmo destino:
Não saíu do cemitério.
Foram um dia à procura
Dele. E, esticado no chão,
Junto de uma sepultura,
Acharam morto o Plutão.

Fonte da imagem:laurabmartins02.blogs.sapo.pt

8 comentários:

  1. Bonita história esta do plutão.
    Os animais são nossos amigos. Conhecendo-os como eles no conhecem cria-se uma empatia que nos acompanha noite e dia.

    ResponderExcluir
  2. esse poema fez parte de minha infancia,minha mãe lia para eu e meus irmãos. Fazia parte de uma coleção de livros da Lingua Portuguesa, me lembro que tinham capa verde , daqueles bem antigos.... grandes autores e poetas da lingua portuguesa, passávamos a noite toda ouvindo a historias , contos, poemas e poesias...bons tempos aqueles , hehe

    ResponderExcluir
  3. Declamei Plutão na minha "formatura" do 3º ano primário, na Escola Rural Francisco Sales (Araguari-MG). Nunca mais esqueci. É uma maravilha.

    ResponderExcluir
  4. Lembrei-me que meu pai declamava esta poesia, era muito lindo ouvi-lo.
    Busquei em minha lembrança, e quero decorá-la como ele, pessoa que eu amava, e que me faz muita falta.

    ResponderExcluir
  5. esta poesia nunca irá sair da minha mente pois conta uma história de fidelidade muito bonita essa história merecia com certeza fazer parte de um livro.Olavo Bilac é um gênio

    ResponderExcluir
  6. É PENA QUE HOJE NÃO ESCUTAMOS MAIS ESTE TIPO DE POESIA TÃO LINDAS.LEMBRO QUE MINHA TIA LIA MUITO ESTA POESIA PARA NOS E FICAVAMOS CALADINHO ESCUTANDO ATENCIOSAMENTE.MUITO LINDA

    ResponderExcluir
  7. Esse poema é de grande comoção
    Quando tinha 7 anos o declamei com emoção

    ResponderExcluir
  8. Estava no meu livro de portugues da sexta serie! Que.saudades!

    ResponderExcluir