Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

sábado, 19 de setembro de 2009

Saudades...

Reproduzo aqui, a beleza do texto de minha irmã Alba, no seu blog , dedicado a nossa querida mãe que há tres anos partiu. Esse texto, como não poderia deixar de ser, retrata verdadeiramente o que ela era em nossas vidas.

"Doce presença a guiar nossas vidas.

Esteio macio onde sempre nos apoiamos.

Inesgotável energia, bem usada em prol da família.

Rosto luminoso irradiando luz em nossa casa.

Eixo que harmonizou todos que se acercavam dela.

Palavras certas sempre proferidas nos momentos de dificuldades.

Ouvidos atentos para nossos problemas em todas as horas.

Amor incondicional espalhado por nossos caminhos.

Alimento espiritual disfarçado em receitas inesquecíveis.

Olhar inquieto buscando sempre novos horizontes.

Estímulo que nos fazia alcançar nossa força quando fraquejávamos.

Otimismo diante da vida mesmo nos trechos mais puxados do caminho.

Coragem e decisão que conduziam todo o clã.

Espírito empreendedor representado por suas obras memoráveis.

Compassividade como sua religião atuando através do trabalho.

Responsabilidade e envolvimento total na vida da família.

Presente dos céus para nós, você, minha mãe, que hoje completaria 88 anos,

Deixou para nós saudade e tudo que foi durante sua vida. "

Visitem:http://albarmvieira.blogspot.com/

2 comentários:

  1. Só posso comentar, o que fui uma testemunha em sua vida em despedida, mas que na verdade nunca se foi, por que ainda hoje é falada em poesia, por sua filha maravilhosa, a caçula a Alba, que hoje demonstra todas as belezas em poder colocar no verdadeiro pedestal de uma mae histórica, que fabricou em vida a postura, o brilho de toda uma familia de exemplos e virtudes, e hoje a doutora Alba nos brinda com esta homenagem que dela fala, e que para mim sempre representou, o silêncio do silêncio, o colorido das cores, a mansidao de uma noite de luar, e a proteçao de um ser protetor, e a grande vontade de ser a criadora, de uma brilhante criação mixta de vidas humanas expressivas, que irao por certo seguir os seus conceitos mais capazes de uma vida segura e lembrada para sempre. pelo membro mais recente, que intrometido nesta familia de uma uniao expressiva e combatente. do JOrge que gosta de falar pouco como diz o meu amor Adir, sua outra filha tambem brilhante e dedicada.

    ResponderExcluir
  2. Jorge e Diza,
    Obrigada pelo carinho de postar esse texto dedicado à Mamãe. Acho que expressa parte do que cada um de nós gostaria de dizer. Obrigada Jorge, pelas palavras que refletem tão perfeitamente o amor que você dedicou a ela desde que passou a fazer parte da família. Afinal, os laços de amor são os mais verdadeiros e os únicos que realmente importam. Um beijo pra vocês.

    ResponderExcluir