Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Mãe, será sempre mãe !


Hoje parei para pensar na importância eterna que uma mulher que tem filhos, tem para o marido, o amante ou mesmo o namorado, como é tão comum nos dias de hoje, longe ou perto deles.
Observo pais de primeira viagem emocionados com a primeira experiência de ver aquele pequenino ser, diante de si e parte deles mesmos.
Observo pais velhos que viveram repetidas experiências nesse sentido, orgulhosos das suas crias.
Percebo também que os homens que não tem filhos acham-se nas atitudes, meio incompletos.
Vejo uma raiva incontida naqueles que não conseguem tentar outras experiências, porque amarrados que estão na mulher que não consegue fazer realizar o seu desejo, não podem ir em busca de ver uma parte de si nesse mundo.
Uma das coisas que mais me chama a atenção nesses homens que, favorecidos por alguma mulher - seja ela ou não o seu amor -, colocam no mundo um outro indivíduo, é o respeito eterno que têm por elas.
Sentem-se magnificamente beneficiados por aquelas que emprestaram seu útero para a colheita do seu sêmen e transformação num novo ser.
Já que eles não podem parir, que pelo menos seja assim...
Pobres daquelas que, nessa encarnação, não se tornaram mães, fisicamente, porque nunca sentirão por parte do homem amado, esse reverenciamento...
Fonte da imagem: cronicasdeumamae.blogs.sapo

Nenhum comentário:

Postar um comentário