Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Mais um dia...

Hoje é mais um dia que eu tento voltar para nossa casa e lá permanecer até a noite. Não consigo ainda  me ver forte para dormir em nossa cama.
Apesar da grande ferida em meu peito, acho que estou conseguindo progressos. Como imagino  que você gostaria de me ver. Verdadeiramente estou me agarrando nisso, naquilo que penso ser sua vontade, até mesmo depois de sua partida, tentando agradar você.
Acho e você sempre me disse isso, que você não gostaria de me ver longe das nossas coisas, daí que encheu minha vida de tantas lembranças...
Hoje, nesse vigésimo quinto dia sem você, eu já consigo lavar minhas roupas (e como é triste não encontrar peças suas para estender), já consigo fazer minha comida (que procuro diferenciar daquela que cozinhava para você) e enfim, já consigo usar o computador para falar com você...
Não sei se a grande saudade vai me fazer retroceder. Peço a Deus com todas as forças para que eu siga em frente.
E, sobretudo, meu amor, peço a você que me ampare.
Esteja com Deus, onde você estiver.
(Adir Machado Vieira Queiroz da Silva - 30/06/11)

Nenhum comentário:

Postar um comentário