Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

O triste fim de alguns



Numa roda de amigas, tres delas casadas e como eu, com os maridos já mais velhos e dando sinais de um envelhecimento, tudo girava em torno da paciência que tinham que desenvolver para aturar as manias que agora se apresentavam em profusão e incomodavam por demais seu dia a dia. Sua reclamações não eram simples reclamações, mas sim, deixavam transparecer um desejo latente de se verem livres daquelas "malas" em suas vidas.

Como se fosse um discurso já treinado, enumeravam coisas iguais - como um rádio com o som muito alto, dificuldade de usar roupas mais novas, formas de comer indevidas em público, dificuldade de ouvir o que elas diziam e sobretudo, um hábito diário de isolamento delas - e nenhuma apreciação por saidas em grupos, coisa que as fascinavam.

Ouvia eu muito atenta aquilo tudo e tristonha me perguntava onde está o amor incondicional ?

Constato que é comum as pessoas amarem o bom, o fácil, o perfeito e lamento profundamente que um homem que muitas das vezes foi o provedor único dos desejos daquela mulher, nem de longe disconfie que agora, um pouco mais alquebrado, possa servir de chacota no seu próprio meio social e familiar.

Fonte da imagem:luciamrusso.blogspot.com

Um comentário: