Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Esperando o Natal !



Falta apenas pouco mais de um mês para o Natal e, desde o início do mês, como no passado, essa ansiedade, essa interrogação de não sei o que, no ar, me causa um tremendo dissabor.Afinal, no dia de Natal, toda a família deverá estar bem saudável, em paz, pronta para encerrar um ciclo e iniciar outro.As esperanças deverão estar vívidas e plenas, presentes em todos, sem exceção, para que nenhuma energia em desacordo quebre a paz para se viver o Natal com todo o esplendor.É uma sensação inconsciente e má, que me deixa em constante expectativa, como que cuidando, a cada minuto, para que nada de ruim aconteça até lá.O calendário do mês, pendurado num canto da cozinha, mostra um aspecto amassado de tanto manuseio nervoso na eliminação de cada dia transcorrido em paz.Com tanta coisa a fazer, com tanta programação para os preparativos, com tanta energia a despender na compra de presentes mínimos e de mínimos presentes, com e-mails, mensagens e cartões a enviar para os mais distantes, e minha cabeça parece estar sempre alerta ao que possa acontecer que não seja bom.Há um desacordo constante e gigante entre preparar o bom e temer o ruim.Esse “medo” me faz pensar que, quando criança, vivi essa mesma sensação, mas tinha motivos reais para tal.A ansiedade era centrada no medo de não ganhar o presente pedido ao Papai Noel…A ansiedade era centrada no medo de não ser aprovada na escola e, assim, não receber os aplausos da família…A ansiedade era, enfim, gerada pelo medo de não concretizar desejos reais, palpáveis.Hoje, os desejos são outros, desejos não palpáveis que não dependem de nós, desejos baseados em fatos que o destino traça e determina, sem nos consultar…Lamentavelmente, chego à conclusão de que meu medo, nessa época do ano, vai persistir, para todo o sempre.Que pena!

Fonte da imagem: icicom.up.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário