Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

sábado, 15 de outubro de 2011

O encontro com Maria

Hoje, numa ida à feira, encontrei a Maria.
Não sei como a reconheci.  Bem mais gorda, acho que se a olhasse de trás, acharia que era outra pessoa.
Mas aquela tatuagem no pescoço (sempre fez questão de usar blusas decotadas para exibi-la) não deixaria que eu me enganasse.
Lembro que uma vez, nós, suas amigas, perguntamos o que aquele pássaro significava e ela com aquele sorriso inconfundível, disse se tratar de sua alma, quando dormia.
Na época em que se tatuou, Maria era uma das poucas com ousadia para fazê-lo. Acho que por aquele ato, a respeitávamos tanto.
A tatuagem naquela época, quando contava com apenas vinte anos, resplandecia... Mas agora, mas parece uma mancha disforme esticada junto com a pele, enquanto engordava.
Pensando bem, não foi a tatuagem de Maria que me chamou a atenção. Foram seus olhos, ainda cheios de vivacidade em busca de outras novidades, como sempre deixou transparecer. Meigos ainda, embora cheios de rugas.
Ali, na feira, Maria buscava um tempero novo para um prato igualmente novo que ia preparar para o fim de semana.
Belo encontro, belas lembranças...

(Adir Machado Vieira Queiroz da Silva - 14/04/11)

Fonte da imagem:visitei.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário