Quantos estão lendo agora...

Lendo e ouvindo...

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Meu irmão mais velho

Hoje, aniversaria meu irmão mais velho.
Lembro que, por sua causa, aos nove anos, experimentei a sensação de ser tia-avó. Naquela época, ainda não sabia nem mesmo ser irmã.
Por ser o mais velho,  quando ainda éramos criancinhas a brincar de roda, ele já trabalhava. 
Embora seu sorriso constante e aberto nunca anunciasse tragédias, já cedo nossa casa trazia a cada ano, um novo sobrinho, com idades bem próximas dos irmãos mais novos e, como não éramos abastados financeiramente, as dificuldades ficavam para ele e para nós da família maiores ainda. Contudo, as grandes alegrias vindas das crianças também enchiam a casa de um quê diferente das das nossas amiguinhas. E nossa mãe também tinha que se dividir entre os filhos e os netos.
Daí, não temos lembranças dele em nossos folguedos, mas com ele, experimentamos os primeiros sentimentos fortes a nos rondar as almas.
Lembro de quando decidiu inesperadamente tentar a vida em outra Cidade distante do Rio e nos deixou saudosos e tristes durante meses, em época que, como hoje, não havia internet para nos acalmar.
Recordo-me de minha mãe a todo momento, sentada numa soleira de porta com um lenço nas mãos a fungar de choro.
Aí vivenciamos a repressão da alegria, porque não havia motivo para risos com tanta saudade a morar com a gente.
Como esse, vários foram os dias em que tivemos que exercitar dor, raiva, tristeza, amor...
Embora nos visitasse todos os finais de semana, não aprendemos a viver com ele dentro de nossa casa, mas creio que mesmo que fosse solteiro, sua companhia não seria um "status quo". Autodidata por excelência, fez sua própria vida. Nunca dependeu de superiores para progredir. Em sua vida duas são as palavras de ordem. Vontade e criatividade. Criatividade para construir, sempre. Tivesse ou não dinheiro para empreender. Dessa forma, criou seis filhos. Dessa forma, fez seis amigos.
Hoje, seu aniversário, quero homenageá-lo com todo o meu amor, porque posso dizer que aprendi com ele que viver é isso, deixar a vida cortrer e simplesmente acreditar no amanhã.
Parabéns meu irmão. Que Deus o proteja sempre.
(Adir Vieira......27/04/11)
Fonte da imagem:freedomfelling.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário